Luta contra o sono

“Existem adultos que não sabem ler ou que não sabem geografia porque ninguém os ensinou. Mas não há ninguém que não saiba dormir. Dormir, como comer, respirar ou andar, não é um comportamento aprendido. Todos nascemos a saber dormir, comer e respirar, e começamos a andar quando atingimos a idade adequada, sem que ninguém nos ensine. O que podemos é aprender a modificar de uma forma específica esse comportamento inato. Todos sabemos comer, mas para comer com pauzinhos chineses ou com faca e garfo é preciso aprender. Todos sabemos caminhar, mas para dançar é preciso aprender. Todos sabemos respirar, mas para tocar flauta é preciso aprender. Todos sabemos dormir, mas para o fazer de determinada forma culturalmente aceite (vestir o pijama, deitar-se na cama…), é preciso aprender. É certo que os nosso antepassados pré-humanos já dormiam e não necessitavam de aprender nada.

Quanto mais se separa a forma como queremos que os nosso filhos durmam da forma como é natural para eles fazê-lo, mais teremos de os ensinar. É muito mais fácil ensiná-los a dormir com pijama ou numa cama do que ensiná-los a dormir sem a mãe.

(…)

Ao pretendermos que durmam sozinhas, estamos a exigir-lhes algo totalmente contrário aos seus mais profundos instintos, e a luta é tenaz.

Uma pessoa que não é capaz de andar ou de respirar está doente. Mas uma pessoa que não aprendeu a dançar ou a tocar flauta não tem qualquer doença nem vai ficar doente por não ter aprendido tais coisas. Do mesmo modo, uma criança que não conseguisse dormir estaria doente (e com gravidade, certamente; a privação absoluta de sono pode originar a morte em poucos dias). Mas uma criança que não aprendeu a dormir sozinha, a dormir com o boneco, a dormir no seu berço ou a dormir no momento que mais nos convém, não sofre de qualquer doença, nem vai ficar doente por esse motivo.

Dizer a uma mãe que, se o filho não dorme sozinho nem de uma vez, vai ter graves problemas de sono é tão cruel, tão absurdo e tão falso como dizer-lhe que, se o filho não aprender a tocar flauta, vai sofrer de uma insuficiência respiratória quando crescer.”

Carlos González in Besame Mucho

Carlos González estará em Cascais dia 28/10. Últimas inscrições a decorrer em mimami.org

Humanos_cartaz_programa 28-10

 

Partilha o que te vai na alma...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s