Quando não pegar ao colo, por Carlos González

“Quase me custa a acreditar que levar as crianças ao colo seja tão importante. Se tudo aquilo que diz é verdade, devemos mesmo tomar nos braços os nossos filhos, não é verdade? Mas, atenção, há algumas excepções. Não é aconselhável pegar-lhe ao colo:

– Se estiver nervoso, porque seguramente lhe irá transmitir o seu estado de nervosismo
– Para que se cale
– Para o adormecer
– Quando… já não podemos mais!
– Se ele não quiser andar.

Em resumo, pegue o seu filho ao colo em qualquer momento, exceto quando ele precisar ou quando for o leitor a precisar. Se você for a mãe do anúncio, a correr em câmara lenta, descalça e vestida de um branco impecável, num prado muito verde, com o longo cabelo louro a ondear ao vento (e sem se picar em nenhuma urtiga) e ao seu lado brincam as crianças louras e obedientes (que não brigam!) e um cão-d’água cujo pelo também ondeia ao vento, então pode pegar ao colo o seu bebé, roliço e sorridente, que não tem fralda nem nariz sujos, nem cólicas, e transmitir-lhe o seu afeto, estimular-lhe o cérebro e fazê-lo sentir a frescura da sua roupa.

Mas se for uma mãe principiante e confusa (ou se partilha as atenções do seu bebé com as de um irmãozinho ciumento ou de dois irmãozinhos barulhentos), se desde o parto há dias em que se põe a chorar como uma tonta sem saber porquê, se reclamou com o seu marido com o pouco que ele ajuda e ele se aborreceu e saiu a bater com a porta, se a sua mãe e a sua sogra vieram “ajudar” e criticam tudo aquilo que faz, se ninguém a veio ajudar e os pratos sujos e a roupa para passar a ferro se acumulam e não conseguiu dormir durante toda a noite, então não seja tão egoísta a ponto de o tomar nos braços, cobri-lo de beijos, sentar-se com ele e esquecer-se do resto do mundo. Não! Você está nervosa e poderia passar-lhe o seu mal-estar! Em vez disso, jogue no totoloto, acerte em cheio nos seis números, contrate duas empregadas e uma ama e volte quando estiver mais calma. Se se despachar, poderá abraçar o seu filho antes de ele terminar a escola primária.

Conhece algum método mais rápido para que um bebé deixe de chorar ou adormeça do que pegar-lhe ao colo e cantar-lhe uma canção? Dizem que o gás é mais rápido, mas nunca experimentei nem recomendo. E se o seu filho de ano e meio não quer andar e está na hora de voltar para casa, o que poderá fazer senão levá-lo ao colo? Esperar que lhe apeteça andar, mesmo se para isso tiver de dormir no banco, junto à caixa de areia? Arrastá-lo pela rua?

Parece vontade de aborrecer. É como dizer “a água é muito saudável, mas nunca a bebas para matar a sede”, ou “descansa-se muito bem na cama, mas nunca te deites nela para dormir.”

Carlos González in Besáme Mucho

Carlos González estará em Cascais, 28/10. Últimas inscrições a decorrer em mimami.org 

Humanos_cartaz_programa 28-10

Partilha o que te vai na alma...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s