Passo a passo

Hoje estou a trabalhar na biblioteca. Há dias de reuniões, dias de lufa lufa, outros dias de trabalho de escritório. Não há horários, tanto posso começar às 9h30, como terminar às 2h da madrugada. Trabalhar por conta própria tem, aparentemente, a vantagem de se poder conciliar os horários com tudo o resto, mas a desvantagem de estarmos sempre ligados. Quando se trabalha com paixão, tudo o resto é secundário.

À minha frente estão duas raparigas, 20 e poucos anos, trocam ideias sobre a matéria em estudo, sempre em modo sussurro. tic tac tac tac tic tic tac, carregam na calculadora, preenchem quadros, trocam explicações.

E eu recuo 5/10/15 anos (txi!) e lembro-me das horas infindáveis de roda de primitivas e integrais, álgebra, do simplex, de me sentir totalmente afectada pela afectação, optimização em redes, ai que emaranhado p’raqui vai… E mais os balanced scored cards, os acréscimos e diferimentos, o IRS, o IRC, o IVA, ai tão bom que era estudar legislação laboral, melhor que isso só mesmo a fiscal. Gestão financeira, finanças internacionais, auditoria, de tão bem que correu, mais de metade já se me esqueceu.

A minha praia eram os planos de marketing, o maravilhoso SPSS, deixa-me lá ir fazer o mestrado, que isto de só trabalhar 10 horas por dia não me enche as medidas. Mas eu quero mesmo é mudar o mundo, fazer algo com um propósito. Tenho que ser professora, vou fazer o doutoramento, passar 3/4/5 anos da minha vida dedicada à investigação científica, estudos experimentais, psicologia social associada ao marketing que faz bem à sociedade, é mesmo isto que eu quero para a minha vida, ‘bora lá passar os próximos anos a escrever artigos em inglês que ninguém vai ler (sobretudo porque não irei conseguir publicá-los numa revista decente).

Hoje, à minha frente, o manual do curso de aconselhamento de aleitamento materno. No meu portátil, à espera, um projecto para mães e crianças, que é a minha motivação de vida – apoiar mulheres, crianças, famílias. O meu Mimami. <3

Podia ter lá chegado há 5/10/15 anos atrás. Mas, mais vale tarde do que nunca… penso eu do alto dos meus 33.

Partilha o que te vai na alma...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s