Sobre o Dia da Mulher

Hoje é o dia Internacional da Mulher.

Enche-me de tristeza que precisemos deste dia, destas 24h num ano para chamar a atenção de que somos pessoas com direitos e deveres iguais. Nem menores nem maiores.

Entristece-me que as agências de publicidade passem este dia a “valorizar” a mulher quando nos outros 364 a mostrem como um pedaço de carne, como objecto, como escrava dos desejos do homem.

O meu desejo é que cada mulher possa ser e fazer o que bem lhe apetecer, o que lhe der na real gana, e que seja sempre grandiosa como a luz que irradia dela, luz que teima em manter-se acesa após anos de abusos sexuais, décadas de violência doméstica, séculos de terror só por existirem.

Que sejam fortes e que possam ser fracas sem receios de julgamentos, que deixem de ser escravas da imagem que foi criada para prazer masculino.

Que sejam gordas, magras, penteadas ou desgrenhadas. Mães ou não, esposas ou solteiras, donas de casa ou astronautas.

Que sonhem sempre com o dia de amanhã, pois é nele que reside a igualdade a que temos direito. E que esse dia de amanhã seja cada vez mais próximo e presente.

Um grande beijo e abraço a todas. <3

One thought on “Sobre o Dia da Mulher

Partilha o que te vai na alma...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s